Morphosis – Too Far (Dettmann’s Definitions)

Editora. Delsin
Cat. MMD-R2
Data de Edição. Dezembro 2011
Género. Techno

Numa altura em que estamos a fechar 2011, é unânime que What Have We Learned se constitui como um dos discos do ano. Olhando para trás e, em particular, para os últimos cinco/seis anos, não é nada fácil encontrar um álbum tão completo, bem construído e intenso como este último LP do libanês. Too Far era, sem sombra de dúvidas, um dos mais fortes temas do disco, assentando que nem uma luva em qualquer pista de dança. A voz de Kae é material para nos ficar na retina auditiva durante horas e horas a fio, e quando a Delsin anunciou que Dettmann iria estar encarregue de remisturar tal tema, o burburinho em torno do doze polegadas tornou-se ensurdecedor. Depois de o escutarmos, percebe-se perfeitamente porquê. São duas as remisturas de Dettmann. Ambas densas, negras e verticais. A primeira é mais hipnótica e contemplativa, aproveitando a dose “oriental” do sintetizador original. A segunda remistura é mais recta, mais próxima da assinatura convencional de Dettmann e da Ostgut Tonträger. Em comum, o facto de ambas serem absolutamente arrebatadoras.

10/10